segunda-feira, 26 de outubro de 2009

| A fé do avô Zé |


Assim contemplava, o avô Zé, a procissão da aldeia. Com um olhar atento e satisfeito com o que via, do alto dos seus 84 anos, este homem de jeito simples, de trato fácil e sorriso espontâneo, elevava ao céu as suas mãos enrugadas pelo duro labor da terra. Hoje, e porque os anos já são longos, deixa-se encantar pelo que vê e quando lhe aponto a câmera, só me diz: "-Ó filha, vê lá, tu não me mates!"
Está assim, apresentado o meu avô, o último que me resta ainda cá...

3 comentários:

  1. Excelente ponto de focagem e profundidade de campo, destacando as mãos enrugadas pelo tempo que passa...

    ResponderEliminar
  2. Foto simplesmente Linda. Fantástica pela técnica e pela emoção que emana.


    Obrigada **

    ResponderEliminar
  3. Ah!!! Olha olha....tb anda cá o avô??? muito bem... muito linda a foto :)

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails